Google+ Followers

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Paz, saúde e prosperidade


Bambu da Sorte(Dracaena sanderiana) - Paz, saúde e prosperidade



Conhecida popularmente como bambu da sorte ou lucky bamboo, a dracena sanderiana (Dracaena sanderiana), ao contrário do que o nome sugere, não é um bambu e sim um membro da família das Liliáceas, originária das florestas tropicais da África e sudeste da Ásia.
Também conhecido como dracena-fita, o bambu da sorte é um arbusto de textura semi-herbácea que pode atingir até 1,50m de altura. Na natureza, possui caules eretos e finos, de onde surgem as folhas lanceoladas, estreitas e ligeiramente torcidas.
Esta planta tem sido usada com freqüência nas práticas do Feng Shui. Acredita-se que ela tenha uma energia muito favorável, pois simboliza a próspera união entre dois elementos: a água e a madeira. Quando ela é oferecida como presente, costuma receber um laço vermelho, para que a energia do fogo seja adicionada, de forma que juntos, os três elementos, possam atrair a energia positiva (Chi) para um ambiente.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

MENSAGEM DO DIA

Se planejar por um ano, plante uma semente, por dez anos, plante uma árvore, por cem anos, eduque o povo.

quarta-feira, 23 de abril de 2008

CULTIVO DE PLANTAS EM VASOS


Na época atual a maioria da população mora em apartamentos, em meio a uma verdadeira floresta de concreto e asfalto, em que se constituem os modernos núcleos habitacionais das grandes cidades.Nada mais natural que, em meio a tanto artificialismo, o ser humano sinta a necessidade de manter-se junto ao aconchego do lar um elo de ligação com suas origens, ou seja, a natureza.Um dos mais representativos elos de ligação com a natureza são as plantas cultivadas no interior das residências, servindo principalmente como elemento decorativo.Deparamos com as dificuldades enfrentadas pelas pessoas que desejam manter plantas ornamentais em vasos de interior de apartamentos ou casas. Com raras exceções todos reclamam que seus vasos de plantas ornamentais não correspondem ao viço e beleza esperados, apesar de todos tratos e cuidados dispensados aos mesmos. Entretanto a maioria das pessoas esquece, ou até mesmo desconhece, que as plantas são seres vivos que necessitam para seu perfeito desenvolvimento de várias condições, e, que nem sempre lhes são proporcionadas pelas pessoas que as possuem.Existem diversos itens de suma importância a serem conhecidas e obedecidos no trato das plantas ornamentais em vasos e colocadas no lar, para que elas possam corresponder à expectativa de seus proprietários sem decepcioná-los. São elas: Tipo de vaso, drenagem, substrato, plantio, adubação, irrigação e profilaxia.

Paisagismo RESIDENCIAL - Alfaville

Projeto Paisagistico - REsidencia Alfaville


Vista 1 Paisagismo residencial - Alfaville

Vista 2 Paisagismo residencial - Alfaville

Vista 3 Paisagismo residencial - Alfaville






Jardins Externos

Fotos - Espaço PARA EVENTOS
Projeto Arquitetônico e Paisagistico:
Danielle Duarte - CREA 82360/D

terça-feira, 22 de abril de 2008

Procurando um paisagista?

Então, siga este roteiro. Ele pode ajudá-lo a encontrar um bom profissional, evitar dor de cabeça durante a implantação do seu jardim e garantir um final feliz:
1. Primeira providência: procure conhecer o trabalho do profissional. Peça indicação a amigos navegue no site do paisagista ou marque uma entrevista para ver o seu portfólio. Alguns sugerem visitas à casa de clientes para que se visualize melhor o trabalho desenvolvido.
2. Parece coisa de detetive, mas é bom se proteger. Investigue a conduta da pessoa no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).
3. Você já viu o portfólio, checou a idoneidade do profissional e finalmente se decidiu por ele. Agora, vamos ao primeiro encontro. É ai que o paisagista conhece o lugar da obra, ouve as demandas do cliente, propõe soluções e apresenta possibilidades para elaborar o programa de necessidades. Feito isso, ele deve mostrar os primeiros rascunhos e croquis. O morador pode, e deve solicitar mudanças e acrescentar itens.
4. Um critério mais subjetivo, mas igualmente importante: sinta se existe empatia entre vocês, indicio de que provavelmente o processo se desenvolverá sem estresse.
5. Finalizada essa etapa e aprovado o orçamento, é desenvolvido o projeto executivo, entregue com desenhos e escalas adequados. Nele constam especificações de material, distribuição de equipamentos, soluções de drenagem, pontos de água e de luz. O trabalho pode vir com um memorial descritivo e quantitativo.
6. É fundamental formalizar a parceria com o profissional, esclarecendo de forma especifica e detalhada até que ponto ele acompanhará o trabalho. Alguns contratos estabelecem que o paisagista apenas desenvolve o projeto. Outros determinam que cabe a ele executar o serviço e também cuidar da manutenção do jardim.
7. Caso seja contratado para a implantação, o profissional tem obrigação de acompanhar pessoalmente a obra. Como garantia, institua no contrato o número devisitas - em média, duas ou três por semana.
8. Em geral, o valor do serviço é calculado por m² ou então por pacote fechado.
9. O jardim está pronto, mas, infelizmente, nem tudo correu conforme o planejado. Encaminhe sua reclamação ao Crea, que depois de instaurar processo administrativo pode multar, advertir ou mesmo cassar o registro do profissional. Para ser ressarcido, o cliente deve entrar com ação no Procon.
Fonte: Revista Casa Claudia

Paisagismo agrega valor a imóvel

Fatores como localização, área, qualidade da construção e orientação solar são determinantes para se chegar ao valor do imóvel. Mas todos estes pontos podem ser favorecidos ou prejudicados pela sua apresentação.
Neste contexto, um paisagismo planejado, com a manutenção adequada, tem despontado com um grande agregador de valor, podendo valorizar o empreendimento entre 10% e 30%. Este fato foi comprovado em estudos feitos no mercado imobiliário dos Estados Unidos. Segundo pesquisas o paisagismo assume a recepção ao comprador em potencial, proporcionando a primeira impressão que pode ser positiva, impulsionando o negócio, ou negativa, dificultando a venda.
Foi, ainda destacado que imóveis similares em uma mesma região podem ser vendidos por preços diferentes, se um deles proporcionar um forte impacto em função do paisagismo. Relatórios também confirmam que investimentos neste setor dão um retorno entre 100% e 200% maior (enquanto em piscinas este índice fica entre 20% e 50%).
O que pode ser concluído é que quando um imóvel for destinado à venda, deve ser dada especial atenção ao jardim. Árvores e flores normalmente precisam de um tempo de manutenção para alcançar suas finalidades, o que muitas vezes conflita com a necessidade de venda rápida. A implantação ou melhoria de gramados podem contribuir de forma rápida para acelerar a venda e valorizar o imóvel.
Fonte: Green Grass