Google+ Followers

quarta-feira, 22 de outubro de 2008


Paisagista x Jardineiro

Muitas vezes quando um cliente procura o escritório para solicitar um serviço, mostra uma certa preocupação, sem saber direito qual a diferença entre o paisagista e o jardineiro.
O paisagista é o profissional que, tem uma formação acadêmica específica, e que projeta parques e jardins, do mesmo modo que o arquiteto projeta casas e edifícios. O resultado da contratação de um paisagista, será um projeto, ou um plano mestre, ou uma planta executiva, de acordo, com o tamanho e a complexidade da área e do trabalho a realizar.
O jardineiro, é o executor deste trabalho, o construtor do jardim, que fará realidade o projeto. Do mesmo modo que precisaremos contratar um construtor ou uma empreiteira de mão de obra, para construir o projeto do arquiteto. Precisaremos do trabalho de um jardineiro ou de uma empresa de jardinagem, para executar o jardim.
São dois profissionais diferentes, que em geral trabalham muito próximos, do resultado desta parceria surgem os melhores trabalhos, unindo as boas práticas e a experiência técnica da jardinagem e o conhecimento do paisagista.
Do respeito entre os dois, resultará o melhor jardim para o cliente e especialmente, um trabalho de qualidade que permanecerá durante anos.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

AS BELAS STRELÍTZIAS.........







Nome Científico: Strelitzia juncea
Sinonímia: Strelitzia parviflora var juncea
Nome Popular: Estrelítzia-de-lança, flor-da-rainha-de-lança, ave-do-paraíso, estrelítzia, estrelitza
Família: Strelitziaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: África do Sul
Ciclo de Vida: Perene
A estrelítzia-de-lança é uma planta de aspecto exótico, tipicamente tropical. Ela não apresenta folhas ou caule, mas hastes cilíndricas, pontiagudas, rijas e de coloração verde-azulada escura. Seu nome popular deriva justamente deste aspecto de lança que as hastes possuem. As inflorescências da estrelítzia-de-lança são formadas no verão e são bastante similares à da estrelítzia (Strelitzia reginae).
A espata é o bico, e serve de bainha para as
flores que emergem de coloração laranja, com anteras e estigmas azuis, e assemelham-se à crista ou penacho da ave. Estas inflorescências são muito duráveis e largamente utilizadas como flor-de-corte. A polinização é efetuada por beija-flores e outros passarinhos.
É uma planta muito rústica, de crescimento moderado, sendo adequada para o plantio isolado ou em grupos, como maciços, renques ou bordaduras. Exige pouca manutenção, apenas adubações anuais para estimular a floração. Desta maneira,
jardins extensos e parques públicos se beneficiam muito com esta espécie, que acrescenta beleza tropical sem dar trabalho. É excelente em jardins de pedra também.
Devem ser cultivados à pleno sol, em solo fértil, bem drenado, e enriquecido com matéria orgânica. Tolera geadas fracas e secas. Multiplica-se por sementes, mas principalmente por divisão das touceiras.

VENDA DE MUDAS : (31) 9906 5149