Google+ Followers

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Projetos de Burle Marx reúnem mistura rica de cores e plantas



Na década de 1930, antes de chegar a BH e impor o seu estilo, Burle Marx criou o Parque do Grande Hotel de Araxá, encomenda do governador mineiro Benedito Valadares (1892-1973), trazendo variedades de plantas da Amazônia, da mata atlântica e do cerrado e misturando tons, como o amarelo das acácias e o roxo das quaresmeiras. “As plantas iam de trem, era uma grande dificuldade. Valeu a pena, pois o de Araxá é um dos parques mais bonitos do Brasil. Nesse projeto, ele mostrou seu espírito inovador, atuando numa área gigantesca”, revela. Na mesma época, Marx trabalhou em Cataguases e no Grande Hotel de Ouro Preto, projeto de Niemeyer. Na década de 1960, esteve em Congonhas para trabalhar no adro do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. Em BH, assinou ainda os jardins internos do Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governador, o jardim do Aeroporto da Pampulha, o Golf Clube, hoje área da Fundação Zoobotânica, e a Praça Carlos Chagas, da Assembleia Legislativa. No entanto, dois projetos não saíram do papel: o Grande Hotel e o Parque Vereda. Em Brumadinho, na Grande BH, o Instituto Cultural Inhotim também registra a arte do paisagista, resultado do projeto feito por ele, na década de 1980, para a fazenda que deu origem ao centro de arte contemporânea.



CASA DO BAILE - CONJUNTO ARQUITETÕNICO DA PAMPULHA


MUSEU DE ARTE DA PAMPULHA
FONTE:Gustavo Werneck - Estado de Minas


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentario!!!!!